• 26.01.2019

Como os exercícios ajudam no tratamento das doenças das articulações

Atualmente, o exercício é o pilar primordial no tratamento dessas doenças e tem um papel tão decisivo quanto as medicações usadas de rotina. Há poucas décadas, se pensarmos,  a orientação médica era permanecer em repouso absoluto, o que causava ainda mais dor e rigidez nas articulações.

Saiba a diferença entre os principais problemas reumatológicos

Artrite Reumatoide:  Desordem autoimune marcada pela destruição da membrana sinovial, película que recobre as articulações.

Osteoartrite: Também conhecida como Artrose, é o desgaste da cartilagem seguida de alterações ósseas principalmente nas mãos e nos joelhos.

Lúpus: Mais comum em mulheres jovens, essa inflamação ataca os rins, os pulmões, a pele e o esqueleto todo.

Fibromialgia: Síndrome que se manifesta por meio de dores em todo o corpo. Provoca fadiga extrema e impacta pra valer o sono.

Quais exercícios e como podemos se exercitar com segurança:

O programa de exercícios pode englobar diversas aptidões físicas. Nesse sentido, vale investir na parte aeróbica (caminhada, corrida e bicicleta) sem se esquecer dos treinamentos de força, como a Musculação, e também aqueles que foquem no equilíbrio e no alongamento.

O exercício pode ser acompanhado por um Fisioterapeuta, já que esse suporte garante segurança e bons resultados no longo prazo, por se tratar de um profissional que trata frequentemente dessas doenças.

Na hora de escolher sobre qual o melhor exercício, não deixe de considerar o gosto pessoal na hora de escolher a modalidade. Não adianta escolher piscina, se você odeia natação.

Então, chegou a hora de vestir a roupa de treino, pegar a garrafinha d’água e partir para a sua pílula diária de exercícios.

O CET Líndóia investiu nestas dicas poderosas para te ajudar na escolha:

1. Escolha: Na hora de definir a modalidade, o cet lindóia dá preferência àquelas que o paciente realmente gosta de fazer.

2. Pergunte: Converse com o reumatologista e certifique-se do aval dele para começar os exercícios.

3. Contrate: Após o sinal verde, procure sempre o fisioterapeuta.

4. Planeje: Arrume a agenda e os compromissos para que seu dia não fique agitado demais e isso aumente a fadiga.

 5. Misturar:  O CET Lindóia mescla diferentes tipos para trabalhar a parte aeróbica, a força, a flexibilidade e o equilíbrio, dependendo das necessidades do paciente.

ATENÇÃO: Uma dieta equilibrada e boas noites de sono também cooperam para manter o quadro sob controle.